Facebook GxpTwitter GxpFeeds GxpGuaxupé, 31 de Julho de 2014

Contrato de renovação com a Copasa sai da gaveta

Copasa ok.jpg

Sede da Copasa em Guaxupé

 

A renovação do contrato com a Copasa saiu da gaveta. A Câmara Municipal deverá discutir e votar na sessão ordinária desta segunda-feira (23) o projeto de lei enviado pelo prefeito Roberto Luciano, no dia 26 de abril, solicitando autorização legislativa para celebrar o convênio com o governo estadual e assim renovar por mais 30 anos com a empresa.

 

Desde novembro de 2007, quando o contrato venceu, esta renovação vem sendo prorrogada por meio dos TAC – Termo de Ajuste de Conduta – e por quatro vezes houve a rerratificação do primeiro termo de concessão, firmado em novembro de 1977.

 

A Administração sempre argumentou que os preços da Copasa são abusivos e a preocupação da empresa com o meio ambiente quase nula. Lutou para criar a autarquia municipal da água e o projeto foi rejeitado na Câmara. Na época, o prefeito classificou como inadivertida a rejeição da autarquia pela metade dos vereadores e os alertou de que a população iria pagar caro por aquela atitude.

 

E tudo indica que, contrato renovado, vai sobrar mesmo para a população, pois no projeto da Copasa consta uma taxa de 40% sobre o valor da conta ao consumidor, para cuidar também do esgoto. Isto, a partir do início operacional do sistema, porque depois de três anos, a taxa sobe para 60%. E o caminho da aprovação parece aberto, pois o projeto de emenda à Lei Orgânica Municipal proposta pelo ex-vereador Jorginho proibindo a taxa, foi suspensa pelo presidente da Câmara, Durvalino Gôngora, na última sessão.

 

Mas mesmo que a Câmara aprove a renovação, o impasse com a Copasa pode continuar. Há instaurada pelo promotor de Justiça, Thales Tácito, uma ação civil pública que tenta impedir a cobrança da taxa de esgoto. Considerando que essas ações judiciais geralmente são lentas, o contrato com a Copasa fica então com muitas chances de voltar ao lugar em que esteve por tanto tempo: na gaveta.

Comentários

  1. ARTUR MAURICIO23/05/2011 10:52

    Vamos por a lente de aumento neste caso :

    “…A Câmara Municipal deverá discutir e votar na sessão ordinária desta segunda-feira (23) o projeto de lei enviado pelo prefeito Roberto Luciano, no dia 26 de abril,”

    Hoje, são dia 23 de maio, e nosso Biga ( Bigode ), entrou comum projeto de lei no dia 26/04 ? O cara é lento mesmo, só se deu conta que é prefeito AGORA, no Final ? Será que isso realmente seria bom para o município? Infelizmente nem imagino, mas vou pesquisar.

    Porém tenho uma pulga sugadora atrás de minha orelha. – Esse negócio de reinventar a roda, é meio estranho. Será que com uma estatal local, a água deixaria de brotar, e brotaria DINHEIRO ( claro, que no encanamentos de algumas residências), que com certeza iria para um “córrego” qualquer, e deixaria o POVÃO na SECA.
    Vejam a reportagem da época em que foi rejeitado o projeto pela 1º vez : http://www.jornaljogoserio.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=511:criacao-de-autarquia-para-administrar-agua-e-esgoto-em-guaxupe-e-rejeitada-pela-maioria-da-camara&catid=82:politicas&Itemid=459

    “…E tudo indica que, contrato renovado, vai sobrar mesmo para a população, pois no projeto da Copasa consta uma taxa de 40% sobre o valor da conta ao consumidor.”

    Ora,ora,ora. Só sabem negociar seus salários? Cadê os assessores, cadê os consultores? Ninguém sabe o que fazer? PEDE PRA SAIR, mas antes, deixe o TCU fazer uma auditória. Senão o ROMBO, a BOMBA vai ficar para o próximo prefeito, ou PREFEITA.

    Considerações:

    Sabem o que é Mandato de segurança? É rápido e eficaz… Principalmente devido a essencialidade da água.
    O pior é que cada um puxa pra seu lado, e quem é recebe a o TAC (Termo de Ajuste de Conduta ) é o POVO. Qual o valor destas TAC´S ?
    É essa a forma de administrar? Nem na Torre de BABEL, que cada uma falava uma língua diferente dos demais, e ninguém se entendia.
    A renovação geral dos pensamentos e ações dos “administradores” públicos torna-se URGENTE, e não podemos esperar mais. Só chegam a um consenso para APROVAR AUMENTO DE SALÁRIOS e VERBAS para eles mesmos e seus GABINETES; e o povo que se LIXE.
    Não priorizam as necessidades do POVO e nem colocam o POVO em 1º Lugar, não servem administrar. Tem que ser trocados, e SUBSTITUÍDOS por outros que modifiquem em 100% esta forma MESQUINHA de administrar.

  2. ARTUR MAURICIO24/05/2011 11:12

    GRANDE Natanael, Como algo que nem chegou a inicar deu XABÚ ? Você esta com aminésia, ou dormiu este tempo todo ? O complô CIRANDA-CIRANDINHA , “arrancou” a vice PREFEITA da ADMINISTRAÇÃO logo no Inicio, impedindo-a de levar a adinate seus projetos para AJUDAR A POPULAÇÃO. O problema é que TODOS os projetos dela não deixaria NINGUÉM METER a MÃO no DINHEIRO do POVO, então eles “CORTARÃO” os PÉS e MÃOS, DO POVO; Gostaria de viver nesta ETERNA ROUBALHEIRA ? Diga-me quem mais DA A CARA PRA BATER pelo POVO. Que eu pesquisarei este a fundo, e passarei a acompanha-lo em todas as suas ações, e o defenderei…

  3. ARTUR MAURICIO24/05/2011 12:22

    =================== LUTO DA DESCEPÇÃO ======================
    Chega de ABUSOS….Vamos fazer um LUTO SILENCIOSO, contra a Corrupção, Desvios de verbas, Mentiras, Enganações, Superfaturamento, Licitações fraudulentas,
    Falta de medicamento, de saúde, de educação, de trabalho, de VERGONHA na CARA.
    Usem no dia 27/05 uma faixa negra no braço , ou pequenos laços negros no peito, em protesto contra todas as décadas que fomos PILHADOS pelos políticos que nada fizeram. Uma sociedade que não LUTA, é uma sociedade ESCRAVA.
    =============================================================

  4. ARTUR MAURICIO24/05/2011 13:58

    GXP. Apóie este LUTO. Convoque seus leitores….Isso é em Prol do POVO Guaxupeano, coloque uma tarja no site também.

Atenção: Não serão aprovados comentários com termos vulgares e palavrões, comentários ofensivos a qualquer parte, comentários que tentem desqualificar moralmente seu alvo. Também serão vetados dados de terceiros (mensagens que incluem informações pessoais do autor ou de terceiros, como e-mail, telefone, RG etc.), comentários fora do contexto e comentários ininteligíveis.